Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soul Feeder

Eternal soul feeder. Passionate. Words are my world and landscapes are my escape.

Eternal soul feeder. Passionate. Words are my world and landscapes are my escape.

Soul Feeder

20
Abr18

Paris, je t'aime

Catarina

 

parisjetaime.jpg

São incontáveis as vezes que já me deixei perder pelas ruas de uma cidade que dispensa apresentações. Desde a escadaria monumental que nos conduz até ao Sacré Coeur, até às ruelas típicas das redondezas, de uma Montmartre que parece saída de um conto de fadas. O carrossel, logo lá em baixo, evoca um cenário de sonho, que nos transporta para uma outra dimensão em que a fantasia reina.

Paris é deixarmo-nos conduzir sem destino aparente, sermos espelho de uma paz citadina que, por muito trôpega que seja, tem em si uma magia inerente a uma cidade que não só é Luz, como é sinónimo de arte, cultura e simbologia.

Se passarmos pela Avenue Montaigne, os nossos olhos são encadeados pelas luzes de vitrines que gritam por uma Moda que não é mais do que uma tendência efémera e que, ainda assim, cativa, por nos transportar para um mundo de glamour momentâneo.

Para lugares mais calmos, temos sempre o Canal Saint-Martin, em que as águas que por lá passam transmitem uma serenidade indelével. E o que dizer das ruelas du Quartien Latin, em que os odores se confundem?

Para os locais menos conhecidos, sugiro o rooftop do afamado Printemps, onde temos uma vista privilegiada sobre toda a cidade. As galerias Lafayette, sobejamente conhecidas, também valem muito a pena, pois também são já imagem de marca desta cidade e disponibilizam os mais variados artigos que possamos imaginar. Não muito longe, deparamo-nos com a Opéra, onde decorrem concertos de música. O edifício em si é de uma imponência inebriante.

Também aprecio imenso a place Vandôme, em que nos sentimos pequeninos no meio de um grande largo ladeado por edifícios de uma majestosidade incrível...

Rue Crémieux poderá desiludir os mais expectantes, mas tem algo de muito característico. Quem poderá não gostar tanto são os que lá moram, pois à medida que o véu se vai levantando, perdem também um pouco da sua paz...

Também gosto de repousar no Jardin des Tuileries, próximo do Louvre. Lá, podemos encontrar repuxos e jardins belíssimos. 

E a torre? A torre... Eiffel, é um símbolo, digam o que disserem, seja cliché ou não. É o símbolo de Paris, e isso ninguém lhe tira o mérito. 

Une bonne voyage!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Loja Zero

Usa o código 27809804 para usufruir de mais vantagens... Boas compras!

Sweet Care

Zaful

Big Foodie

Vê a minha história gastronómica na Zomato!

Instagram

Aboutachick

Facebook